• blogdojotaeme

Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta sexta, 23, atraem os olhos do mundo para o Japão

Com um ano de atraso, em função da pandemia mundial da Covid-19, será aberta a 32ª edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, nesta sexta, 23, às 8h de Brasília, em Tóquio. Durante cerca de 20 dias (termina 8 de agosto) os olhos do mundo estarão voltados para o Japão que resolveu realizar o evento apesar dos protestos e crítica da população. Considerada a maior celebração da humanidade, a Olimpíada vai reunir mais 11 mil atletas de 206 países, em 46 modalidades esportivas, com 49% de participação feminina. Pela primeira vez na história o evento não terá público, devido a Codid-19.


O Brasil mandou uma delegação com 302 atletas que disputarão 35 modalidades. O futebol brasileiro já entrou em campo mostrando que quer pódio. Na quarta, 21, a seleção feminina comandada pela melhor jogadora do mundo por seis vezes Marta, não tomou conhecimento do adversário, derrotando a China por 5 a 0; e na quinta, 22, foi a vez da masculina liderada por Richarlison vencer a Alemanha por 4 a 2. Nesta quinta, o brasileiro Lucas Verthein (atleta do Botafogo) conseguiu avançar às quartas de final do remo, na modalidade skiff simples ao chegar na 3ª posição da primeira bateria do dia.


A cerimonia de abertura das Olimpíadas acontecerá no recém-construído Estádio de Tóquio, no mesmo lugar do que recebeu os Jogos Olímpicos de 1964. E também não terá presença de público. A abertura está prevista para ter três horas de duração e será transmitida para todo o planeta e deverá ter de acordo com a tradição, programação artística, desfile das delegações, acendimento da pira olímpica e a liberação simbólica das pombas da paz.

Estádio Olímpico, onde acontecerá a cerimônia de abertura Reprodução da internet


A capacidade do novo Estádio Olímpico é para 68 mil pessoas, no entanto não haverá presença de público por causa da pandemia. No entanto, além dos atletas, haverá um contingente de diplomatas, dirigentes estrangeiros, patrocinadores e representantes do Comitê Olímpico Internacional, estimado em 10 mil pessoas. Localizado no centro da capital japonesa, o Estádio apresenta um formato oval, com design de treliça de madeira lembrando os estilos tradicionais dos santuários japoneses, com o telhado de aço.


O conceito geral que norteia os Jogos Olímpicos de Tóquio trabalha com as palavras “paz, coexistência, reconstrução, futuro, Japão, Tóquio, atletas, envolvimento e entusiasmo”.

As Olimpíadas, ou Jogos Olímpicos, se tornaram eventos populares e prestigiados em todo o mundo, em função da grande conexão que o evento estabeleceu com os espectadores que acompanham as competições tanto presencialmente nos estádios e arenas, quanto pela televisão. A imagem que se tem hoje em dia foi construída a partir do fim do século XIX, apesar que a origem do evento remonta à antiga Grécia.



Origem das Olimpíadas


As Olimpíadas tiveram origem em torno do século VIII a.C, por ocasião da antiga Hélade, ou seja, o complexo de cidades-estado da Grécia antiga. Os jogos eram realizados na cidade de Olímpia, por isso o nome Olimpíadas. Os cidadãos das outras cidades se dirigiam numa espécie de peregrinação para ver os jogos ou participar deles. O primeiro atleta a vencer uma prova em Olímpia teria sido Corobeu, em 776 a C. A modalidade corrida. Segundo a tradição mitológica, os jogos de Olímpia foram criados por Hércules, herói filho do deus Zeus com uma mortal.


Assim, a tradição olímpica remete há cerca de 2.500 anos. Naquele período foram disputadas cerca de 300 edições, deixando de existir tempos depois da invasão dos romanos à Grécia. A partir da sua primeira edição na Era Moderna, em 1896, em Atenas, até em 2012 em Londres, os Jogos Olímpicos cresceram tanto a ponto de serem considerados o maior evento da humanidade, tanto por chamar atenção do mundo pela sua grandiosidade, reúne normalmente atletas de mais de 200 países; quanto pela sua mensagem de convivência pacifica, resiliência, superação e respeito entre os povos.

2 views0 comments