• blogdojotaeme

Botafogo conta hoje contra o Sampaio com dois reforços especiais: Rafael e o décimo segundo jogador


“A mão que toca um violão Se for preciso faz a guerra”

(Marcos Valle)


Daqui a pouco o Botafogo entra em campo com o objetivo principal de apagar a péssima impressão deixada na noite da última quinta, 23, em Maceió, quando perdeu para o CSA por 2 a 0, em noite de apagão alvinegro e interrompeu momentaneamente o embalo. Eu espero! O jogo vai ser no Nilton Santos, às 18h15m e terá dois reforços significativos para o time retomar o embalo. O lateral direito Rafael da Silva que fica no banco e deve estrear, entrando apenas no final da partida. Mas sua presença no banco já deixa o torcedor excitado! O outro estimulante é a presença do décimo segundo jogador, a torcida que embora em número reduzido sempre costuma fazer a diferença, empurrando o time, volta ao campo.


Essa mesma torcida, que em sua grande maioria, se manifestou irritada e decepcionada na quinta, hoje, após o jogo, nas redes digitais, estará de alma e coração apoiando o time contra a Bolívia Querida. Esperamos que a interrupção da arrancada convincente, que vinha empolgando a todos pelo futebol aguerrido e solidário imposto por Enderson Moreira, tenha ficado em Maceió.


É claro que os torcedores estão muitos felizes com a volta de Carli e Marco Antonio. Mas se eles sentem segurança em Carli, já estão demonstrando alguma temeridade com o companheiro do xerife. Gilvan, embora tenha muita garra e liderança, não tem tanta velocidade, assim como Carli, o que deixa a zaga um tanto lenta. Vou deixar para Enderson a responsabilidade de compensar essa deficiência com uma forte marcação do meio de campo. Não consigo entender certas lógicas que regem os treinadores. Mas que preocupa, preocupa!

Rafael Silva na apresentação pelo Botafogo Imagem Vitor Silva Botafogo


O mesmo se aplica no caso do goleiro Diego Loureiro, que a torcida credita a derrota de quinta. Quando Douglas Borges começou a espalmar para a frente, dando alguns tentos de bandeja para os adversários, logo perdeu a posição. Porque o Diego não é barrado agora? Não foi a primeira falha, faz tempo que vem falhando. Nas vezes anteriores, o time não sentiu tanto, mas quinta foram duas falhas no mesmo lace. E parecem ter tirado a confiança do resto do time.


Como disse Marcos Valle em sua “Viola enluarada” lá nos inesquecíveis anos 70, a mão que toca uma viola, se preciso faz a guerra. Ou aquela máxima mais antiga e não menos sábia: a mão que aplaude é a mesma que apedreja. Hoje a torcida estará ao vivo no jogo, embora ainda de forma experimental para os 4.999 felizardos. Ela pode e deve fazer a diferença incentivando, apoiando e levando o time com alma e coração para frente. Já estou me preparando para integrar essa força ao vivo, ajudar a obter, e porque não, comemorar, a volta do Glorioso à elite do futebol nacional. Eu vou ver o Chay!


6 views0 comments