• blogdojotaeme

O que acontece com quem recebeu a primeira dose da ConoraVac, mas não recebeu no prazo a segunda?

Hoje eu deveria ter recebido a segunda dose da vacina contra a Covid-19, a CoronaVac, do Instituto Butantan de São Paulo, conforme cronograma da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Mas o produto está em falta e ninguém sabe informar quando será aplicado o complemento. Assim, eu (a exemplo de outras pessoas na situação) não estou imunizado. E o pior, sem prazo pra receber a dose que completa a imunização.


Muitas dúvidas invadem à minha mente, provocando uma sensação de insegurança, desesperança, decepção e frustração. E agora, o que acontece com a primeira dose? Ela tem prazo de validade? Tomei a primeira no dia 31 de março (que data hein?...) e a segunda foi marcada para o dia 28.4.

Aplicação da primeira dose da CoronaVac no dia 31.3.


De acordo com os especialistas na Covid-19 que se multiplicam pela internet a fora, entre a primeira e a segunda dose da CoronaVac, deve ser cumprido um intervalo de 14 a 28 dias para que o imunizante invada seu organismo e faça uma espécie de varredura no seu organismo, assim como fazem os antivírus em limpeza e/ou prevenção de invasores nos computadores.


Mas ninguém (pelo menos as pessoas que atenderam o telefone nas unidades da Secretaria de Saúde) sabe informar nem quando será oferecida a segunda dose, tampouco em quanto tempo a pessoa nessa situação deve receber o complemento da vacina para ficar totalmente imunizado.

A emoção da primeira dose


Nesse país de incertezas, carregado de destiladores de ódio envolvidos em conflitos ideológicos, a despreocupação das autoridades com a real situação da população salta aos olhos. E ficamos todos “ao Deus dará”, como diria minha santa vozinha nos idos dos anos 60, quando eu exercitava a curiosidade inerente a toda criança precoce, sobre temas mais complexos da vida.


No momento em que o brasileiro assiste perplexo e indefeso as patacoadas do governo federal e seus adjacentes no trata da saúde pública é mais do que bem-vinda a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que foi instalada no início dessa semana pelo Senado Federal contra a vontade da situação que fez de tudo para atrapalhar. A CPI vai investigar e identificar, esperamos todos, os responsáveis pelos desmandos desse governo desastroso, principalmente no combate à pandemia da Covid-19. Não é sem razão que o país já beira os 400 mil mortos pela pandemia.

5 views0 comments